quinta-feira, 4 de julho de 2013

Liberdade – Como ser livre no trabalho

A liberdade como o homem sonha é uma ilusão e a busca pela liberdade que não é pautada pela razão e pela sabedoria,  conduz, cada vez
mais, o Homem (ser humano) a insatisfação e ao sofrimento.

Chamamos de liberdade nos dias de hoje poder fazer o que bem
quisermos. Ter nossa própria opinião, satisfazer nossos desejos a qualquer hora
e a qualquer custo.


Mas será isso somente a liberdade? Fazer o que se bem quer,
satisfazer os seus próprios desejos?


E em que ponto de liberdade se quer chegar? Nunca seremos
livres, por exemplo, do Universo. Nunca conseguiremos viver livres da prisão da
necessidade do oxigênio.

E as nossas vontades, são livres? Somos livres para escolher
o que queremos? Será que a nossa vontade não é fruto da genética, do meio
ambiente, uma função neuronal. - Veja a publicação da revista Galileu em que
cientistas afirmam que não existe o livre arbítrio, que uma parte do  cérebro
escolhe por nós, o que chamamos de vontade, e, que uma outra parte do cérebro cria
uma explicação lógica/racional para  termos feito tal escolha.


E porque queremos ter liberdade?

É por um sentimento de ilusão. Queremos acreditar que
estamos no controle, queremos acreditar que temos opção de escolher o que
achamos melhor para nós mesmos.

Mas, pense em uma criança, qual liberdade ela tem? Seus pais
não fazem o que é melhor para ela? Não escolhem em seu lugar quando ela não tem
condições de escolher por si só? Os pais não fazem as melhores escolhas pelos
filhos? - Já presenciei várias vezes em restaurantes pais perguntando ao
filho/filha de 2/3 anos o que eles queriam do cardápio, percebia-se claramente
que as crianças não tinham a mínima noção do que escolher. Ora uma criança com
tão pouca idade não experimentou o suficiente para saber do que gosta ou do que
não gosta muito menos entender o que está no cardápio, pois  sua liberdade é
limitada ao que já conheceu.


Todos somos crianças, em diferentes níveis do conhecimento,
principalmente diante de situações que desconhecemos a causa e o efeito,
estando o Homem (ser humano) em um eterno aprendizado – sempre existirá algo
desconhecido. Talvez a teoria dos espíritas seja a correta, e existem guias
espirituais, que escolhem por nós, quando, aos olhos deles, não passamos de “crianças”
por não saber o que é melhor para nós no “cardápio” da vida.


Para ser livres, então, de verdade, precisamos de muito
conhecimento, muita meditação, e muito estudo para deixar de ser “criança” e passar
a fazer as escolhas certas. 



Infelizmente o mundo consumista, as propagandas de
um modo geral, conduz a vontade do Homem (ser humano)  a seguir seus impulsos e
desejos numa busca incessante por satisfação caindo em um círculo vicioso.
Esses impulsos são escravizadores, nos jogam em uma vala comum de sonhos e nos
transformam em puro gado econômico,  levando-nos a consumir cada vez mais e
mais para satisfazer um vazio sem fim.



Quer ser livre?


Você conseguiria, por exemplo:

a) Gostar de outra cor preferida?

b) Trocar de time do coração pelo adversário?



Muito difícil, não é? Para não dizer impossível!

No livro “O mundo de Sofia”, um personagem nos fala que só

conseguimos ser livres de verdade quando nossa vontade é contra nossos próprios
interesses. Em caso contrário somos como qualquer outro ser vivo da natureza,
que faz somente aquilo que lhe convém ou que deseja no momento, nunca deixando
de fazer o que lhe parece melhor.



Como ser livre no trabalho? (E não do trabalho J)

Você deve ir contra seus próprios interesses. Mas como?


Fazendo não somente o que lhe agrada e sim o que lhe pedem,
da forma como pedem, no tempo e da maneira mais eficiente e lucrativa para o
negócio da sua empresa/escritório. 



É  oferecer além do que você é pago para produzir.



É difícil? Sim, mas é um caminho de liberdade.

E quem quer ter mais trabalho? Praticamente ninguém! Mas o
trabalho nos transforma; quando fazemos algo com amor, com paixão é impossível
esconder o resultado. Mas atenção, não adianta executar o seu trabalho pensando
que você está fazendo de certa maneira porque é bonzinho; se você fizer o seu
trabalho pensando ser bonzinho em breve estará se desviando dos seus deveres e
obrigações e viciando seus colegas e clientes, tornando seu trabalho insustentável.
O importante é fazer o seu trabalho, cumprir o seu dever da melhor forma
possível ao seu alcance.



Termino com uma frase do Evangelho:

 “Larga é a porta da perdição, estreita é a porta da salvação.”



- Entendimento livre: Existem 1000 (mil) maneiras de se
perder, mas o caminho da salvação é 1 (um) só -.




quinta-feira, 27 de junho de 2013

Amar o trabalho

"A única maneira de fazer um excelente
trabalho é amar o que você faz." (Steve Jobs)



Muito
se fala sobre o amar o trabalho, se Googar “amar o trabalho” ele retornará
Aproximadamente 32.600.000 resultados


Eis alguns
exemplos do topo da lista.







Mas, o que
é amar o trabalho.
Paraesclarecer melhor as coisas, lembrao que amar é um verbo e amor é um sentimento.


Paradoxalmente digo que você pode amar o seu trabalho, mas não sentir amor por ele.


Acompanhe o texto e descubra como amar o trabalho.


Primeiramente vou enfatizar nas palavras bíblicas o que é o amor. (você não precisa ser
religioso e não estou pregando nenhuma religião).




1
Coríntios 13




Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não
tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine.


Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios
e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, mas não tiver
amor, nada serei.


Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu
corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me valerá.


O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se
vangloria, não se orgulha.


Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira
facilmente, não guarda rancor.


O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a
verdade.


Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.



O amor é tudo isso e muito mais.


Vamos nos ater a outra frase sobre o amor:


“O amor não é indiferente.”




E se Deus é amor, Deus não é indiferente.
Muito provavelmente se nos sentimos desassistidos por Deus é porque talvez não
estejamos aceitando a sua bondade e ignorando os seus avisos (doenças, tristezas, perdas, etc.).


Mas não vou entrar na questão religiosa,
apesar de eu mesmo ser uma pessoa religiosa.


PENSE NA FRASE: O AMOR NÃO É INDIFERENTE!


Então, talvez até você mesmo já esteja
começando a intuir o que quero mostrar.


Para amar o nosso trabalho, não podemos ser
indiferentes.


Vamos à prática então:


O AMOR E O AMAR O TRABALHO É:


- Não deixar um objeto fora do lugar.


- Arrumar os cadastros do sistema.


- Preencher os dados com atenção e cuidado.


- Lembrar os nomes dos clientes e de suas
histórias.


- Perdoar os vícios de um colega.


- Não deixar que uma pessoa fique iludida com
uma informação falsa.


- Dar com alegria o seu tempo para os
clientes internos e externos.


- Não ficar ressentido com os colegas e
clientes porque lhe criticaram, mas buscar uma forma de trabalhar melhor.


- Assumir seus erros.


- Indicar com precisão informações para todas
as pessoas.


- Olhar para uma pilha de tarefas e
executá-las da forma mais objetiva e correta possível.


- É dar retorno para o e-mail do colega.


- Agradecer o retorno de um e-mail.


- É se importar em manter as pessoas que
dependem do seu trabalho a par da situação.


- É avisar com antecedência que vai atrasar e
não avisar 15 minutos depois do tempo que a pessoa já tinha marcado.


- É não ser indiferente as reclamações e
temores dos clientes.


- É obedecer seu chefe e atender seus
clientes da melhor forma possível.


- É sempre tentar corrigir as falhas daqueles
que ainda tem coisas para aprender (jovens) e aceitar as falhas daqueles que
não conseguem mais ter o mesmo vigor (velhos).


- É ouvir o que os outros têm a dizer.


- É ouvir o que os outros querem dizer.


- É fazer o bem, mesmo que ele seja contrário
aos seus interesses.


- É fazer um trabalho cada vez melhor.


- É não ter pressa de ir embora enquanto se
atende o último cliente do dia.


- É sorrir para os clientes do primeiro ao
último do dia.


- Revisar bem o seu trabalho.


- É revisar se as cadeiras da sua sala estão
no devido lugar antes de ir embora.


- É não esperar um obrigado sequer ou qualquer
reconhecimento pelo seu trabalho.


- É dar mais do que receber, e dar com
alegria e em abundância.


- É se lembrar que estamos todos em busca de
algo melhor e por mais longe da verdade que estivermos estamos sempre buscando
ser razoáveis, e, assim, é dever nosso mostrar os caminhos da razão para
aqueles que estão longe delas.


- É não ter medo de mostrar sentimento.





Agora que você já tem uma lista de exemplos,
de como amar o trabalho, faça a sua própria lista.


Pense sempre como gostaria de ser tratado e
faça um trabalho como se estivesse fazendo para a pessoa que você mais ama na
vida.


Desejo que você deseje que a sua meta seja
amar o seu trabalho.


Encerro com a frase de Marco Aurélio,
Imperador e filósofo romano.


“Mantenha-se bom, puro, sério, livre de
afetação, amigo da justiça, gentil, apaixonado, vigoroso em todas as suas
atitudes.


Lute para viver como a filosofia gostaria que
vivesse.”




 







-->

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Missão Social


Prefácio:

Esta postagem tem por objetivo ser um guia prático para o público em geral, válido para todos os que trabalham, trabalharam ou ainda vão trabalhar.


O que entendemos por missão social?

Nós da Menphis entendemos que todos os cidadãos têm uma missão social. Mas, o que é Missão Social? É uma demagogia? É dar esmolas? É uma ONG ( :)Olho Na Grana )?
Vamos imaginar as seguintes situações, que são normais para a maioria das pessoas.

Quando você procura um médico, o que você espera?
R. Espera que ele ouça as suas queixas, que preste atenção nos seus sintomas, que o encaminhe para um especialista se for o caso, que faça os devidos exames, enfim, espera que ele atue como - “surpresa” - médico.

Quando você procura um advogado, o que você espera?
R. Que ele ouça as suas queixas, que preste atenção na sua história, que lhe dê a solução, que abra um processo ou que lhe defenda, e, assim como o médico, espera que ele atue como um profissional da sua área, ou seja, como advogado.

Quando você vai ao supermercado e pede a um atendente informação, o que você espera? 
        R. Que ele entenda o que você está perguntando e que lhe dê a informação adequada.

Quando você procura um mecânico, o que você espera?
R. Espera que ele entenda o problema do seu carro e faça os reparos que ele for capaz ou que lhe indique quem faz.

Com apenas esses quatro pequenos exemplos, ilustramos o nosso sentimento em relação ao atendimento ao público.

Quando os clientes nos trazem seus problemas realizamos o que é necessário para solucionar, e em casos mais extremos, indicamos um terceiro, caso não seja da nossa especialidade.

Então, vamos comparar a nossa sociedade com uma máquina. Se espera que cada peça cumpra as suas tarefas/obrigações. Que cada peça esteja lá no momento em que precisamos e que cumpra o seu devido papel/função.

Imagine o mundo sem os lixeiros! Imagine o mundo sem carteiros! Sem motoristas de ônibus? (se você tem carro talvez nem todos os seus empregados também tenham).

A sociedade como um todo é uma máquina viva, é constituída por peças que formam estruturas cada vez maiores. Da família, escola, empresas, etc. à presidência do país.

Portanto se você pensa que seu trabalho não é importante ou que a falta que você faz no seu trabalho não afetará o andamento da empresa, pense melhor. É claro que podemos ser substituídos a qualquer momento, mas quando faltamos, não importa a nossa posição no momento, estamos fazendo falta, estamos deixando a máquina defeituosa, sobrecarregando outras peças e, acima de tudo, não estamos honrando a nossa missão social.

Quem escolheu ser médico, advogado ou engenheiro, sabe que as vidas de seus clientes dependem da sua habilidade. Um médico pode matar seu paciente, um advogado pode deixar seu cliente ir preso e um engenheiro pode deixar cair a casa em cima do seu cliente.

Resumindo, todos temos que estar bem dispostos a atender o próximo e a valorizar ainda mais o trabalho que não gostaríamos de fazer.

Uma sociedade justa começa onde todos fazem a sua parte e que estão bem dispostos a fazer a sua parte (missão social) na sociedade em que vivem.


terça-feira, 16 de abril de 2013

Comunicação – A arma certa em qualquer situação na sua empresa


A comunicação é uma arma e  ela pode ser usada para o bem da sua empresa/negócio. Ela só é usada para o mal quando não é usada ou é mal empregada.

Empresas e escritórios que possuem uma organização de sucesso possuem sistemas de comunicação eficientes.(*)

Quando você estiver falando com o seu cliente,  a comunicação interna é a base do seu sucesso.

Neste caso, pergunte-se:

a) O meu colega me passou todas as informações sobre o cliente?

b) A secretária me passou os dados corretos quando me passou a ligação?

c) O meu colega prestou quais informações no último atendimento?

d) Eu sei o nome correto e a história deste cliente que estou atendendo?

Muito provavelmente as ferramentas que você usa não oferecerão todas estas informações na hora da ligação (exceto se você estiver usando o Advocati.NET CRM).

É evidente que a troca de informações entre a equipe interna e os parceiros é fundamental para o sucesso do seu negócio.

Não existe nenhuma mágica, o bom atendimento ao cliente começa com a comunicação, inclusive a sua consigo mesmo: seus compromissos estão agendados corretamente? Alguém pode concluir um compromisso seu,  caso você não possa?

A comunicação é mais do que a troca de informações, é uma disciplina, uma filosofia de vida. Seguindo o caminho da comunicação você se tornará mais eficaz e terá uma equipe mais eficiente na conclusão das tarefas.

(*) Projeto Manhattan o projeto de criação da bomba atômica, antes dos alemães, que possibilitou a vitória dos aliados, é um exemplo da comunicação para o bem. O coronel Leslie Groves foi o responsável pela administração do projeto Manhattan tornando um sucesso a criação da bomba atômica em um curto espaço de tempo. Eram 130.000 pessoas trabalhando no projeto.

Fontes:

segunda-feira, 15 de abril de 2013

www.advocati.net é o 1º Sistema Jurídico Brasileiro a implementar #hashtags

#hashtag é um localizador de páginas que permite ao usuário agrupar por assunto os conteúdos do Sistema. No Advocati.NET cada página do Sistema possui a opção de anexar #hashtags para posterior pesquisa. Por exemplo, você pode associar andamentos, recados, clientes, oponentes, processos e/ou compromissos (etc.) (praticamente todas as páginas), para serem pesquisados na mesma consulta.


O Advocati.NET permite que cada usuário gerencie as suas próprias #hashtags, bem como veja as #hashtags de outros usuários. Uma prática do uso é a possibilidade de indexar seus clientes por critérios de categoria (profissão, ramos, atividade etc) e informações particulares (ex.: #bancos; #concessionárias, etc)., você também pode indexar os processos por teses ou por jurisprudência usada (para ajuizamento ou defesa de ações semelhantes).



É possível classificar os advogados, clientes, pessoas, etc. que são #consultores, #diretores, #amigos, #parentes, #vizinhos, #vips, #fornecedores etc. As possibilidades são infinitas!!!





As hashtags foram criadas por um engenheiro do Google para indexar assuntos, o Twitter popularizou e agora outras empresas como o Facebook estão implementando sua própria indexação.